Pa-kua: um ensinamento chinês que traz diversos benefícios à saúde

Pa-kua é um conhecimento milenar que estuda os oito estados de mutação e que pode ser utilizado dentro de qualquer área do desenvolvimento humano. Para o seu estudo, o discípulo pode optar por várias aplicações do conhecimento de acordo com as suas necessidades e interesses.
O conhecimento Pa-Kua é um pilar fundamental no desenvolvimento de antigas culturas, dentre elas a chinesa, e é base de muitas filosofias emergentes.
Uma dessas é a do ying e yang, que é o embasamento de várias religiões, tal como o Taoísmo. O conceito do Ying Yang é fundamental para entender a filosofia e a medicina chinesa. É o conceito de que tudo no universo é relativo e está em constante transformação, conceito que no ocidente passou a ser compreendido a partir de Albert Einstein, e sua teoria da relatividade.
Dentro do padrão de PaKua, encontramos também a representação dos 5 elementos, nos quais se desenvolveu o estudo da medicina chinesa e do feng shui, que nos servem para estudar as relações entre o ser humano e o mundo que o rodeia, para saber como o afeta através de suas diversas manifestações cores, climas, sabores, estações, etc.

Continuando o desenvolvimento de ying e yang. Os chineses passaram a organizar o conhecimento em três níveis. Esses conjuntos eram chamados de trigramas e eram representados por linhas cheias e vazadas. As cheias representando o yang e as vazadas o ying. Nos conjuntos de três linhas que formam os trigramas, encontramos representadas as três grandes organizações chamadas de Céu, Homem e Terra, que podem encontrar reflexos delas em todos os estudos do universo que pode se realizar, para dar alguns exemplos: Id, ego e superego na psicologia Freudiana; Próton, nêutron e elétron na formação atômica; Membrana, citoplasma e núcleo na estrutura celular. E isso pode ser estendido para várias outras situações da vida.
Na parte externa do padrão encontramos os trigramas que representam os oito estados da mutação, o Pa Kua, e representam também os 8 elementos básicos da natureza, os quais o ser humano pode utilizar nas diversas situações do dia a dia. O psicólogo Carl Jung baseou sua obra neste conhecimento para explicar o inconsciente coletivo.

Os oito Estados de Mutação são a base da cultura chinesa. O I-Ching, o livro mais antigo da cultura chinesa, se baseou neste conhecimento
Esse estudo nos ajuda na compreensão das ações humanas ajuda a compreender o passado e por consequência é um guia para nos prepararmos para o futuro.

Com o passar dos anos este conhecimento foi se transformando e passou a ser aplicado em diversas áreas, a mais conhecida, segundo o mestre em Pa-Kua, Rodrigo Rizzardo Trinkel, é a das artes marciais. “Nós ensinamos os conhecimentos através de estudos de diversas modalidades (Arte Marcial, Defesa Pessoal, Armas de corte, Reflexologia, Cosmodinâmica, Tai Chi, Sintonia, Yoga Chinesa, Acrobacia e Ritmo.). E é ensinado desta forma no mundo inteiro. Fazemos parte de uma liga internacional, que tem como objetivo ensinar o Pa-Kua à população de forma que aborde todas as pessoas, sem distinções”, explica.

Aula de Cosmodinâmica

Por abordar diversas modalidades, o Pa-Kua traz muitos benefícios para a saúde, assim como qualquer atividade. “Além de ajudar no emagrecimento, condicionamento físico e de trazer todos os benefícios de outros esportes, o Pa-Kua ajuda na harmonia do corpo, pois é baseada na medicina chinesa. É benéfico para a saúde como um todo, física, mental e psicológica. Quem pratica sente que o corpo funciona melhor, sente-se mais calmo, melhora a auto-confiança etc”, destaca Rodrigo.
A prática não tem contra-indicação, pode ser praticado desde crianças até idosos. “A idéia do Pa-Kua é exatamente a da transformação, tudo pode ser adaptado, até mesmo para casos especiais, de quem tem dificuldades, por exemplo, de peso ou motora, é possível ajustar as atividades de acordo com cada um. Temos alunos de quatro anos até oitenta”, comenta o mestre.

Em Curitiba, a atividade é ensinada há cerca de dez anos. “Quem trouxe o Pa-Kua para cá foi o mestre Marco Antônio. Ele aprendeu a arte em Santa Catarina, posteriormente, veio para Curitiba e abriu uma academia no centro da cidade“, explica Rodrigo.
Já para o Brasil, quem trouxe os ensinamentos foram mestres vindos da Argentina. Local que a liga Internacional foi fundada a trinta e cinco anos atrás, pelo grande mestre Isidro Rogélio Giordano Magliacano que aprendeu Pa-kua durante suas viagens pela Ásia.
Entretanto, diferente de outras artes marciais, o PaKua não possui competições, o objetivo é outro. “Esta modalidade esportiva não trabalha o conceito competitivo, ao contrário, não é a intenção criar uma situação desconfortável para os praticantes. A única competição é consigo, onde cada um busca as melhorias no próprio corpo e na saúde”, destaca Rodrigo.

Arquearia

O Pa-kua é pouco conhecido do público em geral, mas tem crescido de forma constante nos últimos anos. Segundo o mestre “Por não haver competições, o PaKua acaba perdendo espaço para outras modalidades, entretanto, a procura tem sido grande. O nosso objetivo em ter um local que ensina apenas esta arte é, além de praticar, socializar. E tendo um espaço especializado, é possível ter um trabalho mais eficiente”, comenta Rodrigo.
Além das modalidades dentro do PaKua, que foram citadas acima, existem alguns cursos com atividades mais específicas. Dentre eles, o que tem maior procura é o de arco e flecha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s