Pedalada noturna é uma alternativa para quem não tem tempo de se exercitar

Não é todo mundo que gosta de praticar atividade física, de possuir responsabilidade com a própria saúde. Horários para ir à academia, ao parque ou até mesmo encontros semanais com um personal trainer. Por isso, Michele Bruce junto com Luciano Hülse e Hernani Quadri Junior criaram, em 2008, a empresa “Bike Ativa Expedições”, com o objetivo de levar pessoas apaixonadas por ciclismo para trilhas e estradas rurais de Curitiba e interior de Santa Catarina. “Além dos pedais, oferecemos o passeio pedal mais caiaque, em que o participante exercita além das pernas, os braços também. Atualmente realizamos trekking, que é uma caminhada por trilhas naturais, sempre em contato com a natureza. Estamos dando opções de esporte ao nosso público ciclista, o que vem trazendo bastante aprovação. Nosso objetivo é fazer que as pessoas se movimentem mais, tendo uma melhor qualidade de vida”, complementa a colaboradora da Bike Ativa, Michele Bruce.

A Bike Ativa promove também as chamadas pedaladas noturnas. “Observamos a necessidade de fazer um pedal noturno contendo poucas pessoas, pedalando em segurança e aproveitando a noite para se exercitar. Como nossa empresa visa qualidade de vida, procuramos atingir o público que queria um pedal nestas características. Optamos pelas ciclovias da cidade, diminuindo o risco de acidentes ao transitar pelas vias à noite e oferecendo um passeio de qualidade”, explica a colaboradora.
Esse tipo de “evento” acontece uma vez por semana, normalmente nas terças-feiras e o trajeto é todo mapeado, publicado no site da empresa e distribuído para todos os contatos da lista de e-mail. “Qualquer pessoa pode participar desde que tenha mais de 15 anos e com um mínimo de condicionamento físico. Por não haver taxa de inscrição, o participante só precisa chegar no horário e local marcado e começar a pedalar”, conta Michele.

Normalmente os encontros são feitos a partir das 20h, na Praça do Japão, em Curitiba. Os encontros noturnos são oferecidos para as pessoas que trabalham durante o dia e só tem a parte da noite para se exercitar. “Pedalamos pelas ciclovias da cidade. Optamos por este trajeto por oferecer mais segurança aos participantes, evitando pedalar pelas vias. Por este motivo nosso passeio é atrativo para ciclistas sem muita experiência em pedalar nas ruas”, completa a colaboradora.
As equipes são compostas de seis a doze pessoas e, normalmente, os participantes pedalam entre 20 e 25 quilômetros, dependendo do condicionamento físico de toda a equipe. “Não existem competições, a pedalada é feita, exclusivamente, por lazer”, finaliza Michele.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s