Dicas para uma boa prática de ciclismo

O ciclismo é um esporte que pode ser praticado com o intuito de se obter um condicionamento físico mais apurado e é indicado, inclusive, para aquelas pessoas que costumam praticar a caminhada, porém, já não são mais capazes de obter um impacto físico que seja benéfico, pois já está em seu limite, fazendo com que o corpo não consiga mais avanços.

No ciclismo, assim como na natação, há a vantagem da eliminação do efeito do peso corporal. Mas, é fundamental que o exercício seja constante.

Porém, é preciso verificar na cidade um espaço adequado para a prática do ciclismo.

Outra dica para quem gosta de ciclismo é participar de provas, o que incentiva a prática do mesmo. Em uma competição é preciso ter alguns cuidados.

De acordo com o médico João Luiz Vieira da Silva, este esporte exige muita força muscular. “Principalmente pelo fato de estar em uma única posição de forma constante, decorrente disto, muitos atletas acabam desenvolvendo tendinite. Quando há queda, é comum o trauma em membros superiores”, alerta.

Os cuidados básicos de um ciclista em uma competição devem ser: um bom aquecimento, alongamento e, por fim, um aquecimento na própria bicicleta, algo mais leve. “Após sair de uma prova, o atleta deve se hidratar bastante e procurar comer de forma correta. Por atingirem longas distâncias, é muito comum após uma prova o ciclista precisar de massagem muscular. É indispensável o alongamento ao final da prova, relaxamento e repouso”, comenta João Luiz.

Em caso de torções, seja em uma competição, em um treino ou até mesmo para quem não pratica este esporte, é muito importante para quem for socorrer a pessoa que se contundiu imobilizar a articulação. Em caso de situações extremas, dirigir-se a um pronto-socorro. Para recuperação, repouso e gelo em cima do edema por 20 minutos.

Quando há necessidade de cirurgia, as situações são diferentes, pois cada caso tem suas peculiaridades e os pacientes não são iguais. Tudo depende da operação. “Quando se trata de impacto de partes moles ou quando é feito vídeo-cirurgia, a recomendação é voltar a pisar em seguida. Quando se trata de ligamento, é um período mais longo. Tudo depende da intervenção feita e é o médico quem deve definir o tempo de recuperação”, explica João Luiz.

Alguns casos, a volta para a pratica de esportes é depois de 6 semanas, já outros levam de 3 a 6 meses. “É importante voltar bem e não rápido. O médico deve recomendar o tempo para poder retornar a praticar atividades físicas de forma segura”, alerta João.

As conseqüências de uma má recuperação dependem muito do tipo da cirurgia e do não seguimento das recomendações. Em situações extremas o paciente pode “perder a cirurgia”, ou seja, ela não atinge o resultado esperado. “O que é preciso entender é que médico e paciente devem fazer sua parte, ambos são responsáveis pelo resultado”, finaliza.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s