Disciplina e comprometimento são fundamentais nos treinos para Maratonas

Participar de uma Maratona, não é uma tarefa fácil, pois além de um bom condicionamento físico, é preciso disciplina, seja o atleta amador ou profissional. Para correr profissionalmente, entretanto, é preciso muito treino e também é preciso seguir as etapas de forma correta.

O coordenador administrativo da Paraná Esportes, Gilmar Pazello, maratonista profissional, explica que não basta apenas decidir que vai participar de uma prova e começar a treinar. “Eu sempre fui atleta, comecei correndo em pista, aumentei a velocidade e fui seguido etapas até chegar, finalmente, na maratona. Fui para este estágio quando estava maduro para enfrentá-lo”.

Por estar a quase 30 anos praticando este esporte, Gilmar comenta que antes da maratona já participava de competições profissionais em outras categorias. “Em 1982, quando comecei, eram poucas as provas que existiam, hoje são diversas as opções o que dificultava o nosso trabalho”, explica Gilmar.

Por esta razão as competições internas eram normais. Em 1992, quando participou da primeira maratona a EcoRio, foi quando Gilmar diz ter sentido um pequeno frio na barriga, pois a competição era classificatória para as Olimpíadas. Ele não se classificou, porém, no mesmo ano o coordenador administrativo deu um grande passo em sua carreira: participou de sua primeira prova internacional, a Maratona de Nova York.

Hoje, Gilmar acompanha alguns atletas, não profissionais, durante seus treinos. “Meu trabalho é basicamente acompanhar meus alunos e alertá-los sobre o exagero na hora dos treinos. Passo para eles que é preciso seguir algumas regras, como disciplina de treinamento, alimentar e médica. É importante ter este acompanhamento porque atletas que querem participar de um Ironman, por exemplo, tendem a passar dos limites e com a ajuda de um profissional eles evitam lesões, que por excesso de treinos podem acontecer e fazer com que os atletas fiquem fora da competição”, comenta.

Apesar de suas atividades na Paraná Esportes, coordenando a academia do local e da ATI (Academia da Terceira Idade) Gilmar ainda treina e participa de provas. “Eu treino todos os dias, nas terças e quintas-feiras eu corro de manhã e de tarde, nos outros dias apenas na parte da manhã. Lesionei-me no final do ano passado e isso fez com que eu diminuísse a intensidade dos meus treinos, entretanto, vou participar de uma maratona no próximo mês, de leve”, ressalta.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s