A natação é um esporte que ajuda a melhorar a qualidade de vida

A natação é um esporte conhecido e praticado no mundo todo. Atualmente, o nome mais mencionado tem sido o de Michael Phelps, que bateu todos os recordes e ganhou oito medalhas de ouro nas Olimpíadas de Pequim, em 2008 e 14 em toda a sua carreira, se tornando, assim, o maior campeão olímpico.

Aqui no Brasil também temos grandes nomes do esporte, entretanto, existem algumas peculiaridades que diferenciam a natação no Brasil e nos Estados Unidos.

O técnico de natação, Arilson Champam, se especializou nos Estados Unidos e comenta algumas diferenças entre os dois países. “A primeira coisa que é diferente são as culturas, em seguida a metodologia e o calendário, pois a temporada deles começa em setembro, o que muda tudo. A estrutura das competições e os objetivos têm outros objetivos”, ressalta.

Porém, tanto aqui, quanto lá, os benefícios que a natação traz, são os mesmos. “Este esporte auxilia no desenvolvimento cardiovascular e articular. É uma das poucas modalidades que mexe com todos os músculos sem impacto. Sem contar que ajuda na questão postural e na percepção motora. É o único esporte praticado na horizontal”, explica o técnico.

Além destes, a natação também traz benefícios no que diz respeito ao corpo, a mente e à vida social. “Muitos atletas sentem a necessidade de nadar todos os dias, pois faz parte de suas vidas o treino e é um momento de extravasar. Após um dia estressante de trabalho, chegam aqui e se sentem bem, saem relaxados. Também é um esporte recomendado para quem tem problemas respiratórios, principalmente as crianças. Nesta fase, muitas entraram para aprender a nadar por vontade dos pais, que acham prudente quando vão à praia ou quando levam os filhos à piscina. E as pessoas que têm problemas posturais, fisioterapeuticos e ortopédicos recorrem à natação”, comenta Arilson.

Para aqueles que têm o desejo de treinar profissionalmente, em primeiro lugar é preciso ter um profissional competente, com formação, que dê as condições corretas para que o atleta possa participar de competições e até mesmo para que chegue às olimpíadas. “Tudo depende do objetivo do aluno. Mas é preciso lembrar que antes de iniciar a atividade, o correto é procurar um médico, fazer uma avaliação das condições físicas, um check-up geral e sempre treinar dentro dos limites, sem exagerar. Procurar seguir as etapas da melhor maneira possível para não se prejudicar depois”, alerta Arilson.

A natação é um esporte que não possui restrições, entretanto, pessoas com mais de 40 anos devem fazer exames mais rigorosos antes de iniciarem qualquer atividade, inclusive esta. “O perigo de ataques fulminantes nesta faixa etária é comum, por isso recomendamos um acompanhamento médico, antes e durante a prática do esporte. Há casos de pessoas que estavam aparentemente bem e saudáveis e, durante um treino, sofreram parada cardíaca, tiveram AVC, entre outros, igual pode acontecer em qualquer esporte”, finaliza Arilson.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s