Acompanhamento psicológico ajuda atletas a lidarem com situações difíceis

O sonho de muitos jovens é ter sucesso na carreira esportiva, principalmente os meninos que jogam futebol desde cedo e ganham destaque. Porém, o esporte de alto nível pode trazer certas complicações para quem não souber lidar corretamente com o emocional.
A psicóloga, Beatriz Dorigo, explica que há uma área da Psicologia do Esporte e do Exercício que trata da preparação psicológica destes atletas. “Um dos campos de atuação da Psicologia do Esporte e do Exercício é a de rendimento, o qual trata da preparação psicológica de atletas que visa o ápice da sua forma psicológica no dia da competição. É realizada, inicialmente uma avaliação para detectarmos possíveis dificuldades como, por exemplo: concentração, falta de motivação, alto nível de ansiedade entre outros até transtornos psicológicos que realmente se intensificam com a pressão da competição. Após a avaliação começa-se um trabalho evidenciando sanar as dificuldades procurando um equilíbrio emocional, assim como também um treinamento mental para atingir o objetivo”, ressalta.


É sempre importante o acompanhamento de um profissional, de uma equipe multidisciplinar. “Um acompanhamento profissional de um psicólogo do esporte faz toda a diferença entre ser bom e ganhar, afinal todos os atletas se preparam fisicamente, tecnicamente e taticamente, além de procurarem uma alimentação adequada a rotina de trabalho, porém o que fará a diferença será o equilíbrio emocional e o preparo psicológico”, comenta Beatriz.

Mas, o objetivo de todos os atletas, independente da modalidade, é ganhar o destaque como melhor, ocupar o primeiro lugar no pódium. “Os principais aspectos que devem ser trabalhados para um atleta que almeja uma medalha de ouro, com certeza deve trabalhar aquilo que o torna fragilizado, portanto é de extrema importância a avaliação psicológica, lembrando que cada caso é um caso”, destaca Beatriz.

Para aqueles que estão acostumados com o destaque e com o prestígio, também é importante trabalhar o lado psicológico. “Neste caso trabalhamos a frustração, a baixa auto-estima e a motivação, caso apareça outros sintomas como a depressão, tratamos pontualmente”, revela a psicóloga.
É muito importante também trabalhar o quesito superação. “A superação é um ponto positivo na vida do atleta, “dar a volta por cima” procurar entender e superar as dificuldades, além de encontrar a motivação para seguir com determinação e empenho o seu objetivo, faz parte da vida de um atleta, logicamente que com um acompanhamento profissional tudo fica mais evidente e tranqüilo”, finaliza Beatriz.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s