Taurino’s Organic: o primeiro açougue orgânico do Brasil

Nos últimos anos a busca por alimentos orgânicos teve um aumento significativo, provando assim, que o consumidor está preocupado com sua saúde, bem-estar e, também está pensando mais no meio ambiente.
Podemos perceber este aumento quando vamos ao supermercado ou às feiras, a exposição dos produtos orgânicos estão ganhando mais espaço o que, consequentemente, aumenta a procura.
Mas, diferente do que muitos pensam, a agricultura orgânica não limita-se aos legumes, frutas e verduras. Muitos produtos podem ganhar o selo de orgânico, desde que cumpra todos os critérios para que seja considerado assim.

Desde 2010, todo produto orgânico brasileiro, exceto aqueles vendidos diretamente pelos agricultores familiares, levam o selo do SISORG – Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica. Inclusive aqueles produtos que nem imaginamos que possam ser cultivados dentro desta ideologia.
Um bom exemplo são as carnes que comemos. Sabemos que o uso de anabolizantes e remédios em bois e frangos tem sido exagerado. Entretanto, é possível buscar uma alternativa: carnes orgânicas.

Em Curitiba, mais precisamente no Mercado Municipal, existe o único açougue orgânico do Brasil, o Taurino’s. Mas, como a carne pode ser considerada orgânica?
A colaboradora do açougue, Samantha Borghetti, explica que, primeiramente, o boi é criado solto, em grandes extensões de pastagens nativas, respeitando-se o bem-estar animal e só se alimenta do pasto (que não contém agrotóxico nem produtos químicos). “É importante frisar que o boi é vacinado contra a febre aftosa e toma todas as vacinas obrigatórias por lei, entretanto, o restante do tratamento do animal é feito somente com medicamentos Homeopáticos e Fitoterápicos”, explica.

A única empresa que fornece a carne orgânica é a Friboi, que segue todos os padrões exigidos para que possa comercializar este produto. Logo ao nascerem, os bezerros são identificados para registro individual, de acordo com a legislação nacional do Ministério da Agricultura e as normas da certificação orgânica de produção. Os bezerros permanecem com as mães até atingir a fase de desmama. O rebanho é criado em pastagens nativas no Pantanal, convivendo em harmonia com a fauna e flora regional.

A rastreabilidade e transparência garantem que o processo de produção da carne orgânica seja acompanhado e auditado desde a fazenda até a gôndola do supermercado. O selo do Instituto de Certificação Biodinâmico (IBD) é a garantia de que a Cadeia Produtiva da Carne Orgânica segue plenamente todas as normas nacionais e internacionais de certificação. O IBD é reconhecido e respeitado em todo o mundo. A carne orgânica é processada nas Plantas Frigoríficas Certificadas do Grupo JBS – Friboi, seguindo todas as normas de qualidade e segurança do alimento.

“O desenvolvimento e a produção da carne orgânica estão vinculados aos processos e garantias de qualidade necessários para a segurança do consumidor. Além disso, está carne tem o sabor específico e maciez tradicional da carne bovina. O sabor específico é garantido pelo uso das pastagens nativas do Pantanal. A maciez vem em decorrência da seleção genética e da precocidade dos animais envolvidos”, comenta Samantha.
Além da carne bovina, também existe a carne de frango, igualmente cultivada dentro dos padrões orgânicos. A única empresa que possui o certificado para vender carne de frango orgânico é a Korin. “Assim como o boi, o frango é criado solto, tem o tempo certo para tomar sol, à noite dorme para relaxar, se alimenta de milho orgânico, que é 40% mais caro que o convencional e também é tratado com homeopatia. O tempo de abate é de 100 a 120 dias”, destaca Samantha.

Em 1995, em Ipeúna, São Paulo, a Korin iniciou a criação industrial de frangos de corte (sem uso de antibióticos e ingredientes de origem animal na ração) – um sistema pioneiro e que angariou reconhecimento à marca e sucesso para a empresa. O objetivo é oferecer aos consumidores produtos saudáveis, de qualidade diferenciada e produzidos com respeito ao meio ambiente. Desde então, outros tipos de frangos Korin foram desenvolvidos e todos seguem rigorosos processos de qualidade, onde garantimos a conformidade com as Normas e Padrões descritos para cada processo produtivo.

A Korin conquistou a certificação de Bem Estar Animal da HFAC – Humane Farm Animal Care – que é um protocolo de certificação conferido às empresas produtoras que implantam e seguem normas rigorosas com relação ao Bem Estar Animal. Tanto o sistema de criação e abate de frangos de corte Antibiotic Free, Orgânico e Caipira, como a criação de galinhas de postura, são certificados pela certificadora Ecocert.
Seguindo a ideologia das duas empresas, surgiu a ideia de criar um açougue orgânico. “O dono, Luiz Ary Radunz Gosh, que é médico veterinário, foi criado próximo dos animais, e eles eram criados de acordo com a preservação do meio ambiente. Quando começou a estudar, passou a conhecer melhor o tema de criação e decidiu abrir um açougue que comercializa carne orgânica. Ao entrelaçar a tradição da Carne Bovina com a responsabilidade social e respeito ao planeta, surgiu a ideia de abrir a casa de carnes Taurino’s Organic. É o primeiro e único no Brasil”, relata Samantha.

A procura por alimentos orgânicos tem aumentado ano após ano. “Neste último ano, a procura cresceu consideravelmente. As pessoas não conhecem muito sobre a agricultura orgânica, mas com o aumento da divulgação isto vem se alterando”, ressalta a responsável do açougue.
Em relação ao preço, Samantha garante que a diferença não é tão grande e que a longo prazo, o investimento vale a pena. “O frango é 40% mais caro e o boi varia de 10 a 30%, dependendo do corte. As peças mais comuns saem quase o mesmo preço que as carnes convencionais, as carnes nobres, consequentemente, são mais caras”, explica.

As dificuldades deste mercado se dão pela falta de divulgação e conhecimento do público, o que resulta numa baixa procura. E o fato de dependerem de um único fornecedor também contribui para as dificuldades, mas que são contornadas com uma boa explicação e com a compreensão do público.

Fontes: Friboi e Korin

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s