Produtos orgânicos são benéficos para a saúde e meio ambiente

Apesar de ser um assunto atual, a produção orgânica já existe há muito tempo, entretanto, era conhecida com outro nome: agricultura alternativa. Na década de 1980, principalmente no curso de Engenharia Agrônomica, era um tema discutido e que já se preocupava com o futuro do meio ambiente, com a saúde das pessoas e dos animais.
Por outro lado, há quem conheça e tenha contato com esta agricultura, há mais tempo. É o caso do engenheiro agrônomo Antonio Rapetti, que desde a década de 1970 consome frutas, legumes e verduras cultivadas dentro da ideologia do orgânico.

Com o passar dos anos, estes produtos passaram a ganhar seu espaço e hoje são muito procurados. “O que aconteceu foi um aumento gradativo na procura do orgânico e, nos últimos três anos tivemos um aumento anual de 35 a 45%

na busca por parte dos consumidores”, explica.

Porém, ainda existem algumas dificuldades neste mercado. “A principal é a conscientização do consumidor, mas, por outro lado, uma vez consciente dos benefícios para ele, para o meio ambiente e para os animais, essa pessoa se torna consumidora de imediato. Outra dificuldade que podemos apontar é o preço que, por enquanto, ainda é mais alto em relação aos alimentos convencionais, pois a producao orgânica não é em grande escala, ainda existe o custo da certificação, que também ajuda a encarecer. Mas, como vem ocorrendo um aumento da demanda, a oferta cresce e os preços tendem a baixar”, ressalta Antonio.

Outro ponto que o engenheiro agrônomo aponta, é sobre os fornecedores. “Há muitas restrições, mas deu uma boa melhorada. O problema é que faltam produtos, principalmente os industrializados, então precisamos recorrer aos importados, o que também colabora para encarecer o preço cobrado”, comenta.

Mas, mesmo com um custo um pouco elevado, em relação aos alimentos convencionais, o custo benefício é muito maior, no que diz respeito à qualidade de vida. “Os alimentos são todos sem agrotóxico, ou seja, não existem produtos químicos nem metais pesados, como mercúrio e chumbo, os quais nosso corpo não consegue descartar naturalmente, então eles se acumulam em nosso organismo e, consequentemente, aparecem as doenças, principalmente o câncer. Também tem os benefícios para o meio ambiente, pois há a conservação da fauna e da flora, são usados os recursos da propriedade, as nascentes de água são conservadas etc. Outro benefício que podemos citar é a dignidade do trabalhador, que é registrado e a importância da sustentabilidade também está incluída no processo, indo ao encontro das necessidades ambientais atuais. A saúde do ser humano e de nosso mundo é colocada em primeiro lugar”, finaliza Antonio.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s