Cada vez mais o surfe ganha espaço e adeptos no Brasil

O surfe é considerado um esporte radical e, atualmente, praticado por muitas pessoas tanto como uma forma de se exercitar como profissionalmente. É um esporte que interessa, principalmente, àqueles que gostam do contato com a natureza, praia, água e liberdade. Victor Valentim, surfista da categoria Pró Junior Profissional, patrocinado pela Unimed Paranaguá, Matheus Camargo Shaper e Fox,é morador da Ilha do Mel, litoral do Paraná e iniciou no esporte aos quatro anos de idade. “Comecei a surfar com o incentivo da minha família e, também, por morar na ilha, que fica próximo a praia. Não tive muita escolha, ou ia à praia para brincar ou para surfar, escolhi brincar com o surfe”, conta.

Foto: Silvia Martinez Rosa

No Brasil, a prática do surfe é bastante alta. Existem diversas competições nacionais e internacionais como, por exemplo, o WT (World Tour) e o WQS (World Qualifiying Series) que vem ao país para as etapas brasileiras. “Comecei a competir com sete anos de idade no Circuito Paranaense. Fiz minha primeira final aos doze anos e hoje, aos 18, sou Bi-Campeão Brasileiro, Campeão King Of The Groms, Campeão Rip Curl Groms Searh, Campeão Volcom, quinto lugar no Mundial na França, quinto lugar no Mundial na Austrália, entre outros”, completa Victor.
A última competição que Victor participou foi o Catarinense de Surf Profissional 2011 e ficou em nono lugar. A próxima competição será em dezembro de 2011, vai acontecer a última etapa do Catarinense Profissional.

Foto: Silvia Martinez Rosa

O surfe é um esporte que necessita, além do domínio da técnica e do preparo físico, de um trabalho psicológico. A cada dia a busca por um estilo de vida mais saudável aumenta e, com isso, a indústria do bem estar vem sendo expandida. O surfe é interessante e tem reunido muitos adeptos, porque permite ao atleta contato direto com o mar, uma das maiores riquezas do planeta. “Não faço um exercício específico. Sempre fiz alongamentos, porém, hoje vejo que faz falta fazer treinamentos focados. Por isso, atualmente pratico Pilates, com o objetivo de melhorar minha concentração, equilíbrio e respiração”, destaca o surfista.
Essa integração da preparação psicológica utilizando técnicas como o Pilates, por exemplo, junto à prática do esporte ajuda a melhorar o desempenho físico do atleta, que precisa de concentração e também de calma para enfrentar situações de tensão e risco dentro do mar.

Foto: Silvia Martinez Rosa

Por isso, antes de grandes competições Victor explica que procura ficar sozinho para conseguir se concentrar diante dos próximos desafios. “Fico muito concentrado, evito conversar quando estou dentro da água e treino em ritmo de bateria, de 15 a 20 minutos sozinho. Quando não tenho competição costumo surfar com os amigos num ritmo mais leve. Surfo, também, por prazer”, finaliza.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s